Logotipo MD Skin

Bioestimuladores de Colágeno

Bioestimuladores de Colágeno

Os bioestimuladores cutâneos são componentes que, ao serem injetados na pele, estimulam a produção de colágeno e elastina pelo organismo, promovendo a melhora da textura e o aumento da firmeza e espessura da pele. Existem diversas substâncias bioestimuladoras, com objetivos diferentes e indicações específicas. Atualmente, os bioestimuladores mais comuns são o ácido poli-L lático (Sculptra) e a hidroxiapatita de cálcio (Radiesse). De forma geral, estes dois componentes provocam um processo inflamatório local subclínico que induz a formação do colágeno no tecido cutâneo. Enquanto o ácido poli-L lático se apresenta em pó, sendo necessário diluí-lo em consultório, a hidroxiapatita de cálcio já se apresenta em uma solução envasada, pronta para ser injetada. A grande diferença entre as duas substâncias é que a hidroxiapatita de cálcio, além de estimular colágeno, também consegue dar volume à área tratada, o que a faz ser uma boa opção para tratar regiões como as mãos envelhecidas ou um rosto que já sofre com a falta de volume natural.

Só o dermatologista pode avaliar quais os melhores bioestimuladores cutâneos a serem usados em cada caso.

Indicações: o tratamento utilizando bioestimuladores cutâneos é indicado para pacientes que sofrem a flacidez cutânea no rosto e no corpo, ou que desejam preveni-la. O tempo médio de duração dos bioestimuladores é de 2 anos.

Todos os direitos reservados a MD Skin. Desenvolvido por Agência Salt

Logotipo Seven Gestão